jantar

Papai do Céu, desejo do fundo do meu coração que eu nunca tenha um aniversário tão desanimado assim. desejo que meus amigos não se sintam envergonhados de cantar parabéns e fazer barulho no restaurante quando o bolo aparecer de repente na minha frente.
se não, melhor ficar em casa não é mesmo?
o que salvou aquele parabéns foi aquele rostinho branquinho com grandes bochechas rosadas e cabelos de anjo com caracois ruivos iluminados pela luz internaminável daquela vela piscante.
impossível não sorrir com a cena.
mas viro o rosto e torno a olhar para a frente. os três casais na mesa redonda erguem as taças. a que será que eles brindam? a amizade? ao amor? cuidado para não engasgarem!
a gordinha de costas pra parede veste um casaco lindo, de chamois, cru, parece estar aquecida, mas certamente desconfortável. morte às vendedoras que dizem que você está ótima quando deveriam te trazer um número maior. a amiga do lado tem exatamente aquele cabelo da propaganda mal dublada de shampoo. nunca acreditei que aquilo poderia ser de verdade. a inveja toma conta da minha alma por um momento.
acho que ela disse que quando estivesse mais velha quer sair da cidade e morar no interior – o com cara de árabe e marido sentado na frente dela ri alto. “Sem wi-fi? Sem tv a cabo? Sem… (ele faz um gesto batendo o dorso dos dedos da mão direita na palma da mão esquerda)”. e ri de novo.
acho que ele quis dizer que casais mais velhos que moram no interior não tem assunto, confere produção?
o amigo careca acha graça de tudo que ele fala. ou concorda ou já não tem assunto com a esposa gordinha sentada ao lado nos dias de hoje mesmo. ou será que ele gostaria de trocar a esposa gordinha pelo galã da novela? o outro marido usa a franja dos cabelos brancos impecavelmente dividida no meio. nenhum fio se move, assim como a esposa quando ele levanta sozinho para fumar um cigarro lá fora. ela apenas respira e continua a observar a conversa da mesa. essa lei anti-tabagismo afasta os casais, ou talvez crie novos casais.
agora consigo ver parte da mesa atrás. ele limpa a garrafa de vinho com o guardanapo de pano e a coloca dentro de uma embalagem para viagem. se ele tivesse bebido aquela garrafa toda talvez eu o tivesse visto arrancar os óculos de grau, rodado aquela pashimina azul bebe no ar e dançado YMCA apoiando uma das pernas em cima da cadeira. teriamos precisado uma bela catarse emocional. mas ele apenas se levanta, veste a enorme jaqueta impermeável vermelha e vai embora.
o chão de madeira treme, as crianças não param. um deles pára na minha frente – deve ter sete anos, de gola rolê certeza é uma miniatura do pai. parece educado, acho que rouba-lo para mim. já dorme a noite toda, escolheu o time de futebol e é menos capeta que o outro 30 cm menor que surgiu de onde?
eles fogem. o conchlione me vence. a especialidade da casa vai me fazer pedir perdão por garfada a cada passo que eu der no meu caminho volta para o hotel.
o casal da mesa ao lado gastou as calorias do pedido em uma carne alta envolta em um creme que parece ser de muitos queijos. a essa altura já deve estar meio frio já que eles conversam mais do que comem. típicos franceses com aquele savoir-faire que me faz perceber que até a temperatura do noite fria parece ser diferente para eles. ela veste uma divertida camisa de seda e não pisca enquanto olha para ele falando com todo o charme e biquinho necessários envolto em uma casual porém impecável camisa jeans. o garçom gasta todo o seu latim dando boas vindas e desejando um “bon appetit!”. Ismael tem um sorriso largo e rapidamente já está sendo o fotografo oficial da outra mesa. XIS!
ele vira as costas e bela adolescente com sotaque português volta lentamente ao seu jantar. tão lentamente que sobra tempo para ela beliscar o jantar do rapaz com espinhas na rosto e ar blasé ao lado dela.
ah se ele soubesse que nunca mais irá comer um prato sozinho…
chegou a minha conta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s